Ariel Spadari

 

    Matérias e processos orgânicos são a base da poética de Ariel Spadari. Bacharel em artes visuais, suas pesquisas investigam a natureza, partindo de espécies e fragmentos animais ou vegetais encontrados. O artista, interessado na conservação e preservação dos mesmos, especializou-se em técnicas tradicionais, como a taxidermia e a diafanização, para criar um repertório, repensando ambientes depredados e espécies variadas.

 

    Ao olhar a particularidade de cada elemento Spadari apropria-se de suas formas e introduz ali outros materiais para a elaboração de um novo discurso na construção de sua narrativa.

 

  Partindo do desenho e de simbolismos de uma imersão científica os projetos do artista são elaborados, geralmente, como conjuntos escultóricos, através da adição do barro, metais, palhas e outros materiais, ressignificando partes de ou até animais inteiros.

 

    Instalações variadas surgem do encontro e oportunidade em trabalhar com esqueletos ou fragmentos descartados, de maneiras variadas. Ossos de baleia, peixes e chifres fazem parte de séries já desenvolvidas e apresentadas em residências, galerias e feiras de arte surpreendendo àqueles mais atentos ao novo e inusitado.

 

 

Renato De Cara

Verão de 2019

ARIEL SPADARI